fotos-em-casa

Fotografia documental de família: como “funciona”

Antes de tudo, uma observação: este artigo faz parte de uma série maior, que fala sobre fotografia documental de família, explica a diferença entre a fotografia documental e a fotografia lifestyle, como funciona uma sessão de fotografia documental, o universo e além. Você pode ler a primeira parte dele aqui.) Então, vamos lá. :) A fotografia documental de família é um estilo de fotografia marcado por um olhar documental, fotojornalístico. Na prática, isso significa que o fotógrafo não dirige ou controla as ações (não pede poses, nem diz o que as pessoas devem fazer), nem modifica ou interfere no ambiente. Desse jeito, a fotografia documental de família sempre resulta em imagens espontâneas e que refletem o que aconteceu de verdade – seja num dia comum em família ou num evento, por exemplo. Bom, essa é a parte fácil de explicar, na verdade, e que todo mundo entende. A parte difícil de... >>LEIA MAIS

Fotos em casa: tipos de ensaios fotográficos

Eu quero falar sobre fazer fotos em casa. Mas, antes, uma introdução: Eu nunca pensei que fosse escrever sobre superpoderes aqui. Mas lá vai. Meu filho anda na fase dos heróis. Então, sempre temos conversas que giram em torno de poderes que gostaríamos de ter e o que faríamos com eles. Esses dias eu estava tentando responder a pergunta que eu mais ouço/leio, e me ocorreu que eu gostaria de ter aquele poder de fazer as pessoas visualizarem as coisas que estão na minha cabeça. Como é nome disso? Não sei. Mas pensa naquela cena de À Espera de Um Milagre, quando o Coffey pega na mão do Paul e “conta” a história verdadeira pra ele sem dizer uma palavra, como se passasse um filme direto pra cabeça dele – acho que dá pra entender o que eu quero dizer. (e se você não tiver ideia do que eu estou falando,... >>LEIA MAIS

10 on 10 – October

(post em PT & EN) A primavera trouxe os ipês floridos e mais uma mudança de casa pra gente – nós vamos morar na cidade agora! (imagine aqui seu gif preferido de comemoração dançante) Gael está amando seu cabelo curto. E perdeu dois dentes de leite. E descobrimos que ele vai ter que usar óculos. Didi está no final de um processo seletivo pra um colégio que vai levá-la pra outro estado por três anos. A expectativa: eu tinha grandes planos de fotografar e documentar tudo isso durante setembro, eu juro. Idealizei cenas com caixas montadas ao fundo, Gael se divertindo pintando as paredes, todo mundo sorrindo de expectativa e felicidade. Aquelas coisas que a gente vê em bancos de imagens. A realidade: estamos atolados em caixas, com chaves das duas casas, e nenhuma delas tem um único cômodo em ordem – e lá vou eu falar de novo sobre... >>LEIA MAIS

10 on 10 – August

(post em PT & EN) Julho é sempre mês de férias escolares e caos. Mas ó, foi um mês de muita coisa linda. Uma delas? Ter sido convidada para participar do 10 on 10, uma postagem coletiva com fotógrafas de vários países – todo dia 10 postamos 10 fotos do mês anterior, e linkamos o trabalho de outra fotógrafa do grupo, até fechar um círculo. O grupo tem fotógrafas dos Estados Unidos, da Finlândia, de Kuala Lumpur, do Alaska, Inglaterra... é maravilhoso e inspirador ver trabalhos e olhares tão diferentes! O resto das coisas lindas? Tá aqui ó, no meu primeiro 10 on 10, pro qual selecionei um pouquinho do que documentei do nosso mês de férias: crianças em casa, figurinhas da Copa, declarações de amor no box do banheiro, piscina, pula-pula, viagem, passeios pela cidade – tudo isso junto e misturado no meio do nosso cotidiano. Julho também foi o... >>LEIA MAIS
fotos-de-gestante-em-casa

Fotos de gestante em casa

Eu amo quando uma família me chama pra fazer fotos de gestante em casa. Sempre gostei de fotografar na casa das pessoas. Mas, desde que me reconheci como fotógrafa documental aqui em Piracicaba – assim, com esse "rótulo", mesmo –, percebi que a maioria das famílias que me procuram para fotos de gestante em casa já têm pelo menos um filho. É bem raro um casal na primeira gestação se interessar em fazer um registro documental. Ando tentando descobrir ainda os porquês. Meu primeiro palpite é que um dos motivos é falta de referência visual, mesmo. Eu, que sou fotógrafa e acompanho uma porção de outros fotógrafos e fotógrafas documentais de família daqui do Brasil e de fora, raramente vejo sessões com gestantes do primeiro filho. Então imagina só quem não acompanha, né? A gente anda muito acostumado em ver só ensaios em estúdio e em parques. Às vezes até... >>LEIA MAIS