carla raiter fotografia de família
Minha última tentativa de selfie – e um resultado típico para quem tem filhos.
fotografia-de-família-premiada
Minhas premiações pela FPJA – Family Photojournalism Association

Eu sou a Carla, tenho 36 anos e fotografo desde 2011. Sou mãe do Gael, o Menino Amarelo que há sete anos encanta minha vida e me faz descobrir jeitos novos de ter dias felizes.

Sou fotógrafa documental de famílias que, como eu, sabem que o tempo passa rápido e que as coisas mais preciosas são as memórias, as histórias e o universo que existem dentro de cada lar. Sinto que as coisas mais importantes que fazemos na vida acontecem dentro de casa.

Esse meu jeito de ver a fotografia veio porque eu percebi, nas famílias que eu fotografava, que as melhores imagens delas não precisavam de poses. Mas também veio por conta das histórias que eu carrego comigo: a única avó que conheci se foi quando eu tinha 6 anos, e eu não tenho uma foto com ela; as festas de Natal e Ano Novo com todos os meus tios e primos reunidos já não acontecem mais, e elas nunca foram fotografadas, porque ninguém sabia que a última vez seria a última; meus melhores amigos se mudaram para o outro lado do mundo, e eu não consigo não sorrir toda vez que olho pra algumas fotos em que aparecemos juntos; meu filho já não é um bebê faz tempo, e apesar de eu sempre estar com uma câmera na mão, às vezes percebo que não registrei nós dois juntos o suficiente. A vida vai acontecendo e mudando sem a gente se dar conta, e às vezes a fotografia é a única coisa material que sobra.

Fotografia de família, pra mim, é sobre história e herança. As imagens que gosto de fazer são sinceras, verdadeiras, sem poses e sem encenação, e registram cenas da rotina, da vida doméstica, as coisas que parecem banais, mas que, ao longo do tempo, vão se tornando cada vez mais preciosas – porque são essas as vivências, o que fazemos dia após dia, que constroem nossas memórias e nossos laços com o passado e com as pessoas.

Gosto de pensar que entrego para as famílias um ticket para viajar no tempo. 🙂

Moro em Piracicaba e fotografo a lindeza do dia a dia aqui e onde mais me chamarem.

Vamos conversar?